SIGA-NOS:
NOTÍCIAS - ASSOCIAÇÃO GOIANA DO NELORE
 
Voltar

02/06/2021

Boi Gordo: Oferta Restrita Vai Manter Preço Da Arroba Em Alta, Diz Safras

Segundo o analista da consultoria, a oferta restrita de animais dá sustentação para a continuidade no movimento de alta nos valores


O mercado físico de boi gordo segue com preços firmes. “O ambiente de negócios ainda sugere pela continuidade do movimento de alta, considerando o quadro anêmico de oferta que volta a vigorar em grande parte dos estados  relevantes em termos de comercialização”, diz o analista da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias.

Segundo ele, os frigoríficos encontram maior dificuldade na composição de suas escalas de abate, posicionadas entre três e cindo dias úteis em média.

“O primeiro giro de confinamento é menor em 2021, em função da estrutura de custos durante o primeiro semestre, os preços da reposição e de insumos adotados no arraçoamento animal estiveram em seu topo histórico afetando a  decisão do confinador invernista. Por sua vez, o confinamento de segundo giro tende a aumentar em função de uma estrutura de custos menos pesada, principalmente no que diz respeito à nutrição animal. Além disso, a curva futura na B3 aumenta a atratividade”, assinala.

Com isso, em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 317, na modalidade à prazo. Em Goiânia (GO), a arroba teve preço de R$ 300 a arroba. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 302. Em Cuiabá, a arroba ficou indicada em R$ 304. Em Uberaba, Minas Gerais, preços a R$ 305 a arroba.

Atacado

Já no mercado atacadista, os preços da carne bovina seguem acomodados. Conforme Iglesias, o ambiente de negócios ainda sugere por alguma alta dos preços durante a primeira quinzena do mês, considerando a entrada dos salários como motivador da reposição entre atacado e varejo. “Entretanto, é relevante destacar que a predileção do consumidor médio tende a permanecer nos cortes mais acessíveis, a exemplo do quarto dianteiro e da carne de frango propriamente dita”, diz Iglesias.

Com isso, o corte traseiro teve preço de R$ 20,35 o quilo, estável. O corte dianteiro teve preço de R$ 16,90 o quilo, assim como a ponta de agulha.

Fonte: Agrolink



Início  |  Sobre  |  Agenda  |  Ranking  |  Notícias  |  Fotos  |  Contato  |  P.G.P AGN
Todos os Direitos Autorais Reservados à NELORE GOIÁS 2015 - 2021

AGN - Associação Goiana de Nelore
Rua 250 S/Nº Parque de Exposição Pedro Ludovico Teixeira
Vila Nova - Goiânia - GO (74653-200)
Telefone: (62) 3203-1314
Whatsapp: (62) 99930-4663